O Sylentis e o MAAVi Innovation Center estão trabalhando juntos no desenvolvimento de moléculas RNAi para o controle de pragas e doenças

img

A empresa farmacêutica do Grupo PharmaMar e o centro de pesquisa da Kimitec irão realizar esta pesquisa para melhorar o desempenho agrícola.

O RNA (Ácido Ribonucleico) de interferência, descoberto em 2006 e premiado com o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina, foi um dos maiores avanços da biologia no século passado. A razão desta reflexão deve-se às suas possíveis aplicações, tais como o desenvolvimento de medicamentos ou a fabricação de soluções para o uso agrícola.

E é este último ponto, o uso agrícola, o motivo do MAAVi Innovation Center e da Sylentis unirem forças. A fim de implementar de forma integral o RNA de interferência na indústria agroalimentar, o centro de P&D&i da Kimitec e a biofarmacêutica do grupo PharmaMar, ambos referências nos seus setores, desenvolverão novas estratégias nas quais serão aplicados tratamentos de siRNAs (short interference RNA).  Esses tratamentos utilizarão as moléculas naturais que usam esse mecanismo de RNA de interferência, pois é sustentável, reduzindo a expressão gênica de forma específica, permitindo o controle de pragas e patógenos das plantas. Além desses tratamentos, tanto a Kimitec como a Sylentis farão parte de estratégias de produção conjunta a partir de processos de fermentação, em vez de processos baseados na síntese química.

A Kimitec tem um profundo conhecimento da Inteligência Natural graças aos seus 15 anos de pesquisa e a utilização desse conhecimento de moléculas e compostos naturais se une à experiência da Sylentis, pioneira desde 2006 no uso da tecnologia de RNA de interferência no emprego de medicamentos e possui a primeira e única planta de produção de siRNAs da Espanha.

O CEO e fundador da Kimitec e do MAAVi Innovation Center, Félix Garcia Moreno, comenta a importância de mecanismos sustentáveis para o avanço da indústria agroalimentar:

“Graças ao nosso conhecimento em Inteligência Natural para a transformação da agricultura, somos capazes de estabelecer mecanismos para produzir essas moléculas através de processos de fermentação, que são mais verdes e mais sustentáveis, embora sejam tão ou mais eficientes e rentáveis como os da síntese química para os agricultores”

Com a produção dessas moléculas, através do maior centro de pesquisa da Europa focado na agricultura natural (MAAVi Innovation Center), será desenvolvido soluções naturais para os problemas convencionais, entre eles o uso do já proibido, internacionalmente, glifosato. Neste acordo, as duas empresas pesquisarão conjuntamente novos produtos contra vírus que afetam a agricultura, incluindo pragas, doenças e patógenos de vários tipos, adicionando à equação o potencial de Big Data e Inteligência Artificial (IA).

Até agora, uma ampla variedade de soluções para pragas e doenças atuais são geralmente enfocadas na interrupção dos efeitos da proteína patogênica, esses novos procedimentos tratados com RNA de interferência seriam muito específicos e serão direcionados diretamente para as causas moleculares das doenças. Para dar um exemplo mais simples, se o problema fosse um navio afundando através de um buraco, a solução que tem sido usada até agora seria tentar tirar a água, enquanto o novo tratamento de RNA de interferência seria fechar o buraco, evitando que ele afundasse diretamente.

Esta analogia que fizemos aplica-se à produção agrícola, desde a interrupção de uma praga da mosca-branca sem afetar insetos benéficos para a planta até o aumento natural da cor da fruta ou do vegetal.

Se coloca muita ênfase na necessidade de fazer toda a pesquisa para melhorar o setor agrícola de forma natural e com resíduos zero, como diz Félix Garcia:

“Nos certificamos de que a toxicidade para os seres humanos ou para a fauna e a flora seja nula. Atuamos de forma ultra seletiva e com resíduos zero, o que nos permitirá elevar os produtos de bio proteção a outro estado de eficiência e rentabilidade para o agricultor.”

“Para a Sylentis, este acordo é uma oportunidade de colocar a nossa tecnologia RNAi à serviço de uma empresa tão inovadora como a Kimitec. O nosso software, SIRFINDER®, cria siRNAs utilizando algoritmos de Inteligência Artificial (IA) de forma rápida, específica e segura para qualquer espécie com o mecanismo RNAi retido. As práticas holísticas de desenho, incorporando o SIRFINDER® para a seleção de siRNAs baseados em bioinformática, representam importantes avanços na eliminação de impactos adversos, tanto ambientais como humanos. Estas siRNAs melhorarão a produção e a qualidade dos produtos agrícolas, com mínimo impacto no ambiente e terão, portanto, um lucro para o consumidor”

, afirma Ana Isabel Jiménez Anton, Diretora de Operações da Sylentis, contando como a tecnologia de Inteligência Artificial da Sylentis ajudará o acordo.

Como mencionado no parágrafo anterior, o uso de AI e Big Data para o projeto e produção de SIRNAs usando o sistema RNA de interferência no setor agrícola será de grande importância neste acordo e isso é feito graças a ajuda dos avanços que a Sylentis realizou na IA em sua aplicação SIRFINDER®, um sistema que aumenta e acelera o desenvolvimento de medicamentos baseados em um método tão inovador quanto o da RNA de interferência, isto, juntamente com uma recente atualização que adapta os designs às plantas e à outros organismos, torna-o um aliado valioso de pesquisa estratégico.

Garcia Moreno acrescenta:

“Com as tecnologias RNAi e Sylentis, a Kimitec terá uma ferramenta altamente versátil, que complementará a sua inteligência natural e abrirá novos caminhos para melhorar a procura por soluções disruptivas na saúde vegetal.”

O fato de Félix Garcia Moreno mencionar a inteligência natural da Kimitec de forma tão recorrente não é por acaso, é que, dentro do acordo entre o MAAVi Innovation Center e a Sylentis, está planejado o uso da LINNA®, a plataforma de IA da Kimitec, que permitirá criar um modelo de P&D&i disruptivo no setor agrícola, e que ajudará a aprofundar a pesquisa de microrganismos, moléculas e compostos com o objetivo de substituir as moléculas de sintese química por outras de origem natural, um campo essencial, tanto nesta aliança como em qualquer área da empresa almeriense.

Te puede interesar...

Kimitec patrocina o primeiro romance interativo Los Futbolíssimos

Hace 1 ano | Corporativo

Kimitec Group colabora com Oleum Hispania, Azeite gourmet oficial da La Roja

Hace 3 anos | Corporativo

Treinamento e emprego: A última aposta da Kimitec

Hace 5 meses | Corporativo

Félix García: “Estamos falando de uma agricultura produtiva, e ao mesmo tempo natural” 

Hace 2 anos | Agriculture