Um quinto Horizonte Europa para desenvolver um substituto natural do glifosato

img

A União Europeia nos concedeu um quinto Horizonte Europa, considerado o Oscar da pesquisa e inovação na UE, com este projeto procuramos desenvolver um bioherbicida para substituir de forma eficaz o Glifosato, sem reduzir a produtividade das culturas.

Designado em 2015 pela Organização Mundial da Saúde como “provavelmente cancerígeno para os seres humanos” e proibido em muitos países, o Glifosato é o herbicida de síntese química mais utilizado no mundo para usos agrícolas, jardinagem e manutenção das fronteiras rodoviárias e ferroviárias e tem um valor de mercado global de 9,8 bilhões de euros.

Com este projeto, que recebe o nome de Carina, vamos desenvolver um bioherbicida natural obtido a partir da reavaliação de duas plantas, Carinata e Camelina, que crescem em quase toda a Europa e no Norte da África e que fornecem matérias-primas com baixo impacto meio ambiental.

Tal como indica a Comissão Europeia no site do Pacto Verde: “o futuro da Europa depende da saúde do planeta”, devido a isso, em 2019, a Comissão iniciou o seu programa “Do Campo à Mesa”, que visa a transição para um modelo de produção alimentar que tenha um impacto neutro ou positivo sobre o meio ambiente através da busca de alternativas naturais que substituam os produtos de síntese química utilizados na agricultura.

Para realizar o projeto, que tem um financiamento de 7 milhões e meio de euros, contamos com a colaboração de um consórcio de 25 empresas, universidades e centros de pesquisa público-privados de diferentes países da Europa com os quais trabalharemos sob o nosso modelo Open Innovation.

Te puede interesar...

A equipe feminina do MAAVi FC ganha o Prêmio Iberdrola SuperA Social

Hace 2 anos | Corporativo

Nos associamos com a Global Gap: Fazer as coisas direito e com garantias

Hace 3 anos | Agriculture