Da medicina à agricultura. Utilização de peptídeo para a melhoria da saúde humana e das colheitas.

img

Você sabia que?

Tradicionalmente, a pele das rãs tem sido utilizada para curar infecções na medicina natural

  • A pele das rãs e dos anfíbios em geral é um órgão muito especial e multifuncional, envolvido na respiração, defesa e balanço hídrico deste animal.
  • Normalmente é úmido e protegido de infecções microbianas por glândulas que segregam pequenos peptídeos bioativos antimicrobianos.

Recentemente, se isolou da pele das rãs um peptídeo bioativo que tem sido usado na medicina para combater doenças como o Alzheimer. Atualmente foram descritos mais de 1500 peptídeos bioativos de diferentes origens.  O peptídeo bioativo da pele da rã é apenas um exemplo que nos ajuda a compreender este complexo, mas interessante grupo de moléculas.

Atualmente, existe muita investigação, incluindo como uma alternativa aos antibióticos, para o tratamento de doenças multirresistentes.

Mas… o que são os peptídeos bioativos?

Os peptídeos são moléculas formadas pela ligação de dois ou mais aminoácidos. Esses aminoácidos se unem por meio de uma ligação chamada de peptídeos. Eles têm várias funções no organismo, assim como as proteínas. Dependendo do número de aminoácidos que formam o peptídeo, este último recebe um nome ou outro: oligopeptídeo, polipeptídeo, hexapeptídeo, tripeptídeo etc.

Os peptídeos bioativos são definidos como fragmentos específicos de proteínas que têm um impacto positivo nas funções do organismo (este pode ser de um humano, de uma rã ou de uma planta). Desempenham um papel importante nas funções metabólicas dos organismos vivos. Podem apresentar atividades hormonais ou medicinal, podendo ser classificadas com base no seu modo de ação como antimicrobianos, anti-hipertensivos, antitrombóticos, imunomodulador, quelante mineral e antioxidante.

péptidos en fermentador

Os peptídeos bioativos são considerados como a nova geração de reguladores biologicamente ativos e são geralmente criptografados dentro de proteínas bioativas e, portanto, são pré-definidos no código genético.

Os peptídeos são os mediadores mais comuns das interações célula-célula não só em animais, mas também em plantas. Isto é provavelmente devido à diversidade de sua sequência de aminoácidos que os compõem e ao comprimento. Como já foi mencionado, podem possuir uma atividade hormonal sem ser, podendo ativar os mesmos genes que as próprias hormonas.

A nível da saúde humana, isto tem muitas implicações para a melhoria e a solução de determinadas patologias. Há muitos exemplos na bibliografia científica de peptídeos bem definidos com ação antidiabética, anti-hipertensiva, redutora do colesterol no sangue e até mesmo alguns capazes de agir no sistema nervoso e produzir um efeito semelhante ao da morfina (sem ser).

Mas se buscamos peptídeos bioativos e sua aplicação na agricultura, podemos encontrar muitos exemplos de peptídeos com atividades bioestimulantes capazes de ativar ou reprimir as mesmas rotas que algumas fitohormonas, participando em processos-chave da vida dos vegetais, como o desenvolvimento radicular ou abscisão dos órgãos.

Isto é de grande importância para o agricultor devido às crescentes restrições no uso de fitohormonas de síntese química na agricultura.

péptidos en los cultivos

Também existem peptídeos documentados com atividade biopesticida e até mesmo de ativação das defesas naturais da planta (priming). Alguns são documentados sendo muito ativos em relação aos patógenos da planta. Por exemplo, o peptídeo magainin se mostrou muito ativo em relação a botrytis y fusarium.

Muitos dos peptídeos foram identificados através de análises bioquímicas e genéticas. Mas nos últimos anos a bioinformática tem desempenhado um papel crucial na busca deste tipo de moléculas. Dessa forma, as análises in silico do genoma revelaram a presença de genes que codificam pequenos peptídeos.

A busca de novas moléculas naturais que oferecem as mesmas soluções que as da síntese química é o que move a Kimitec. Graças ao emprego da nossa tecnologia 4HEALTH e a aplicação das ciências e da bioinformática, somos capazes de desenvolver novos ingredientes e produtos capazes de substituir os químicos de síntese com a mesma eficácia. Só através da identificação destas moléculas bioativas e da sua utilização nas nossas soluções conseguiremos satisfazer as necessidades que o resíduo 0, a agricultura sustentável e o ambiente exigem.

Te puede interesar...

Como as alterações climáticas afetam na fenologia e produção das culturas

Hace 3 semanas | Agriculture

Agricultura Orgânica, Biológica, Ecológica e Tradicional

Hace 2 anos | Agriculture

Nos associamos com a Global Gap: Fazer as coisas direito e com garantias

Hace 9 meses | Agriculture

Kimitec Group encerra com sucesso a sua participação na Feira Growtech

Hace 1 ano | Agriculture